quarta-feira, 6 de agosto de 2014

LC Restaurantes Inaugura o Sexto Projeto em Extrema, Minas Gerais

Por: Flávia Vargas Ghiurghi

Projetados para a Forceline e para o e-commerce do Grupo SBF, restaurantes reforçam atuação da LC na região mineira, que já rende faturamento de 9 milhões e meio de reais

A LC Restaurantes, especializada em refeições corporativas, inaugura mais dois projetos em Extrema, sul de Minas Gerais. Dessa vez, foi inaugurado o restaurante para a Forceline, indústria de eletrônicos, com rede de distribuição em todo o território nacional e no Mercosul, cuja sede fica localizada no bairro do Belém, em São Paulo; e outro para os colaboradores do e-commerce do Grupo SBF, detentor das marcas Centauro, Centauro.com e ByTennis. Os restaurantes foram implantados no galpão de produção da Forceline, onde também funciona a divisão de comércio eletrônico do Grupo SBF, que já era cliente da LC (a empresa reestruturou os restaurantes das suas duas unidades, uma na Lapa, zona oeste de São Paulo, e outra na fábrica, também em Extrema).

“Os projetos tiveram início em setembro de 2013, por solicitação do próprio Grupo SBF. Na época, tanto os cerca de 200 colaboradores da divisão de e-commerce como os profissionais da Forceline utilizavam o restaurante do galpão e não estavam satisfeitos com o serviço de alimentação. Eles passaram a frequentar o restaurante da fábrica da SBF, projetado pela LC, que fica a alguns quilômetros do galpão. A partir daí, ficou clara a importância de criar um espaço de alimentação próprio. Decidimos montar dois restaurantes, cada um com um formato específico para atender a cada empresa”, conta Dâmaris de Luca, Diretora de Novos Negócios da LC Restaurantes.

A estrutura anterior foi mantida, mas a LC renovou layout e ambientação. No cardápio, foi incluído o “Sabor Brasil”, serviço criado pela LC, que proporciona um novo conceito de gastronomia, em que o cliente pode verificar o cardápio e escolher o prato de sua preferência para o dia seguinte. As opções são: “Sabor Saúde” (refeição com baixo teor calórico), “Sabor do Chef” (pratos desenvolvidos para quebrar a rotina, normalmente composto por pizzas, salgados, entre outros) e “Sabor da Casa” (pratos mais convencionais e preferenciais do dia a dia). Para a Forceline, são servidos 180 cafés da manhã, 180 almoços e 50 jantares. Já para o Grupo SBF, 100 cafés da manhã, 230 almoços, 100 jantares e 50 ceias.

Com estes, a LC já contabiliza seis projetos realizados na cidade de Extrema, gerando um faturamento anual em torno de 9 milhões e meio de reais. O primeiro foi para a fábrica do Grupo SBF, em junho de 2013. Neste caso, o restaurante passou a atender cerca de 1000 colaboradores, representando um aumento de 3% no faturamento total da LC Restaurantes. Para outro cliente, a FagorEderlan Brasileira, empresa de fornecimento de peças de segurança para eixos, freios e suspensão em ferro nodular para a indústria automotiva;o trabalho envolveu a reforma na cozinha e a implantação de um novo projeto de ambientação para o restaurante.

Já para a Indústria Metalúrgica Frum, que fabrica discos e tambores de freio, cubos de roda, suportes, algemas, braços de suspensão e peças em ferro fundido; o projeto consistiu na mudança de conceito de refeitório para restaurante, inovando no ambiente e nas opções de pratos. São cerca de 500 refeições por dia, resultando em um faturamento mensal de aproximadamente R$ 130 mil.

No projeto para a Dello, especializada em produtos para escritórios e escolares, inaugurado em abril deste ano, a LC modificou ambientação, linhas de distribuição, utensílios e todo o cardápio, que também passou a oferecer o serviço “Sabor Brasil”. Além de proporcionar grandes melhorias na gastronomia e no ambiente de alimentação da Dello, a LC promove eventos mensais e temáticos, valorizando a integração e o bem-estar dos colaboradores.

“Nossa atuação em Extrema cresceu muito no último ano e estamos aproveitando as boas oportunidades para explorar as demandas locais e investir cada vez mais nesta região”, afirma Dâmaris de Luca, Diretora de Novos Negócios da LC Restaurantes, que tem como objetivo, ainda este ano, incluir outras cidades mineiras em seu portifólio.


Sobre a LC Restaurantes

Prestes a completar 25 anos, atuando em projetos especiais e personalizados, a LC Restaurantes se diferencia pela sua excelência em atendimento e serviços para empresas, hospitais, escolas, varejo e hotelaria marítima, estando presente em nove estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Ceará, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. A empresa conta com equipes altamente qualificadas para desenvolver projetos diferenciados, planejando ambientes que proporcionem ganhos de qualidade de vida. Dentre seus serviços, destacam-se Sabor Brasil (Sabor do Chefe, Sabor da Casa e Sabor Saúde), Cozinha & Arte, Prato à La Carte, Prato Light, Grill, LC Conveniência, Cafeteria, e outros.


Referência: segs.com.br

Projeto de restaurante da LC para CHR HANSEN rende bons resultados aos seus colaboradores

Baixo índice de ausência de colaboradores, bons relatórios individuais e melhor imagem perante a matriz, na Dinamarca, são algumas das conquistas da parceria

Por: Flavia Ghiurghi

Finalizado em março pela LC, o novo restaurante da CHR Hansen, produtora de corantes naturais, coagulantes e probióticos, que está localizada em Valinhos, interior de São Paulo, tem trazido excelentes resultados à empresa que, antigamente, utilizava serviço de alimentação transportada. “Recebíamos muitas reclamações referentes à temperatura e qualidade doalimento devido ao tempo de transporte e armazenamento. Outro ponto grave era a garantia na segurança do alimento que estávamos servindo, pois tínhamos o risco da contaminação”, relata Selma Regina da Silva, Supervisora de Recrutamento e Seleção / Treinamento e Desenvolvimento da CHR Hansen.

Segundo Selma, foram várias as melhorias proporcionadas pela parceria com a LC Restaurantes: segurança do alimento; praticidade em receber as refeições no local do trabalho, desde o café da manhã até as frutas da tarde; qualidade de vida devido às várias opções de pratos saudáveis (prato light; diversos tipos de saladas e frutas; cardápio balanceado); e serviços de coffee para todas as reuniões, treinamentos e eventos internos.

“Somos uma unidade que atende cerca de 120 usuários diariamente, e todos notaram o atendimento unificado, desde o operador até a diretoria. Com a nova equipe interna da LC Restaurantes, sentimos o cuidado na preparação das refeições (tempero, cozimento, sabor e apresentação), garantia na temperatura dos alimentos, ambientação agradável, integração de todos os colaboradores com a distribuição das mesas e maior excelência na hora do atendimento.”

Selma afirma que o investimento na boa alimentação dos colaboradores tem trazido resultados muito positivos à CHR Hansen. “Percebemos baixo índice de ausência e afastamento. Além disso, conseguimos atender 100% dos pedidos dos nossos clientes com baixo histórico de horas extras. Também foram apresentados, após exames periódicos, relatórios individuais com mapeamento da saúde dos colaboradores que indicavam maior aptidão ao trabalho, sem altos índices de colesterol, diabetes, pressão alta, anemia, entre outros. Sem dúvida, estes são alguns dos reflexos da alimentação que oferecemos.”

Segundo a executiva, as melhorias internas também refletiram na imagem da CHR Hansen perante o mercado e a sua matriz, na Dinamarca, já que os relatórios demonstram a alta produtividade dos colaboradores no Brasil. “Desejo sucesso e grandes conquistas a toda equipe da LC Restaurantes! Agradeço a oportunidade de participar desse momento tão especial”, celebra Selma. “Nosso intuito foi proporcionar uma melhor alimentação e um ambiente mais agradável e moderno aos colaboradores da CHR Hansen. Certamente, atingimos esse objetivo!”, comemora Adriana Pera, Supervisora Operacional da LC.

Sobre a LC Restaurantes

Prestes a completar 25 anos, atuando em projetos especiais e personalizados, a LC Restaurantes se diferencia pela sua excelência em atendimento e serviços para empresas, hospitais, escolas, varejo e hotelaria marítima, estando presente em nove estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Ceará, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. A empresa conta com equipes altamente qualificadas para desenvolver projetos diferenciados, planejando ambientes que proporcionem ganhos de qualidade de vida. Dentre seus serviços, destacam-se Sabor Brasil (Sabor do Chefe, Sabor da Casa e Sabor Saúde), Cozinha & Arte, Prato à La Carte, Prato Light, Grill, LC Conveniência, Cafeteria, e outros.

Referência: foodandnews.com (Fonte: LC Restaurantes)

Colaboradores

Possibilitar uma relação mais próxima e transparente com seus colaboradores é um dos objetivos estratégicos da LC Restaurantes, especializada em alimentação para coletividades.

A empresa aposta em ações como o Café com o Colaborador, o mural Momento LC e o Manual de Comunicação da LC, além de diversas campanhas que estão sendo desenvolvidas sobre temas como: sustentabilidade, qualidade de vida, incentivo à participação na ginástica laboral (disponibilizada aos departamentos duas vezes por semana), redução de custos, entre outros assuntos.

Fonte: CIPA Notícias

terça-feira, 5 de agosto de 2014

LC Restaurantes intensifica atuação em Minas

Nádia de Assis

A paulista LC Restaurantes, especializada em refeições coletivas, intensifica a sua atuação em Minas Gerais, onde pretender crescer 20% neste ano na comparação com 2013 e alcançar um faturamento de aproximadamente R$ 60 milhões. Atualmente, os clientes estão concentrados em Extrema (região Sul), mas já existem negociações em andamento em Pouso Alegre (região Sul) e Belo Horizonte.

No Estado, a LC espera incremento de 20%no seu faturamento, movimentando cerca de R$ 60 mi

A empresa entrou no mercado mineiro ano passado, quando estabeleceu contrato com o Grupo SBF, detentor das marcas Centauro, Centauro.com e By Tennis. Com isso, ela acabou identificando um mercado promissor. “Percebemos que as empresas da região precisavam de um atendimento mais personalizado, que atendesse às suas necessidades específicas. Por isso, contratamos um gerente comercial para explorar todas as oportunidades oferecidas pela região”, explica a diretora de novos negócios, Dâmaris de Luca.

Desde então, a LC conquistou outros quatro importantes clientes em Extrema: Force Line, Fagor Ederlan Brasileira, Frum e Dello. Dâmaris de Luca ressalta que as boas perspectivas ainda motivam novos investimentos em infraestrutura e logística no Estado.

Os atuais contratos geram um faturamento anual de aproximadamente R$ 12 milhões. No início do segundo semestre, a empresa deve passar a atender a novos clientes em Pouso Alegre e na Capital. Devido a questões estratégicas, os nomes das corporações com as quais ela mantém negociações são mantidos em sigilo. Porém, caso os novos contratos se confirmem, Minas Gerais deve movimentar R$ 60 milhões, montante que representa 20% do faturamento total da LC previsto para 2014.

A organização está presente em sete estados do país e no Distrito Federal. Além de Minas Gerais e São Paulo, ela atua no Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco e Rio Grande do Sul. Neste exercício, a corporação pretende crescer cerca de 35%sobre o ano anterior e alcançar receita total de R$ 300 milhões. “Minas e Pernambuco são os principais responsáveis por esse avanço”, comemora a diretora.

Para ela, o principal desafio da empresa no Estado está relacionado à escassez de trabalhadores qualificados. “Esse foi o fator que mais nos amedrontou quando decidimos apostar em Minas, mas trouxemos de São Paulo uma equipe mais experiente, criamos uma boa estrutura e conseguimos resolver o impasse”, conclui Dâmaris de Luca. A LC emprega 150 funcionários em Minas Gerais e espera chegar a 200 até o fim de 2014.

Fonte: Diário do Comércio/Belo horizonte

Gerenciamento de resíduos na hotelaria marítima reduz em 48% custos e otimização dos recursos

Camilo Silva, Diretor de Hotelaria Marítima da LC Restaurantes
A LC Restaurantes, especializada em refeições corporativas, tem tido excelentes resultados com o Projeto de Gerenciamento e Reciclagem de Resíduos, criado em abril deste ano. Também chamado de QSMS (sigla de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde), o projeto visa minimizar os impactos ambientais no Centro de Distribuição, no loteamento Cabiúnas, em Macaé, no norte do Rio de Janeiro. O CD foi criado para facilitar os fluxos logísticos de recebimento e expedição das oito plataformas marítimas que a LC atende no Porto de Macaé, onde realiza serviços que vão de hospedagem a lazer.

O projeto, que atende a Norma Regulamentadora NR 25, busca sustentabilidade e redução de custos através da reciclagem e da otimização de recursos, orientadas pela "Instrução de Gerenciamento de Resíduos". Antes do projeto, os materiais eram destinados a um único coletor e tratados como resíduos comuns. Depois, itens como papel/papelão, plástico e metal passaram a ser segregados e preparados pelo gerenciador de resíduos para a reciclagem.

Em junho, só de papelão, foram coletados 389 quilos, sendo que na última semana, este número chegou a 511 quilos. Em relação aos custos, houve uma redução de 48% na retirada dos resíduos. "O projeto tem beneficiado não só o Centro de Distribuição, mas também as plataformas marítimas, já que todo lixo inorgânico retorna para nosso CD e passa por este processo de reciclagem. Estamos muito satisfeitos com os resultados", afirma Camilo Silva (foto), Diretor de Hotelaria Marítima da LC Restaurantes.

Fonte: GuiaOffshore

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Empresa lança 'melhorador' de água; nutricionistas recomendam cautela

Larissa Coldibeli
Do UOL, em São Paulo

Ofélia é um produto que promete adicionar sabor e vitaminas à água para quem não gosta de bebê-la pura; lançado para venda em maio, nutricionistas recomendam moderação no seu consumo | Felipe Gabriel/Divulgação

Ofélia diz "melhorar" a água e quer conquistar pessoas que não gostam de beber o líquido puro; o produto está disponível em cinco sabores e à venda em embalagens unitárias que custam R$ 2,50 ou em pacote com 10 unidades, por R$ 25 | Felipe Gabriel/Divulgação

Felipe Baeta (à esq.) e Henrique Trabulse lançaram o pó que promete adicionar sabor e vitaminas à água, Ofélia; consultada pelo UOL, a Anvisa disse há uma dificuldade de definir a categoria em que o produto se encaixa e ainda vai avaliá-lo | Felipe Gabriel /Divulgação

Detalhe do rótulo da Ofélia mostra a inscrição "Pó para o preparo de bebida"; segundo a Anvisa, o produto não se enquadra na categoria e será analisado. O rótulo também faz piadas, como "Sem gosto, sem cor, sem cheiro. Não, não é a Sandy. É a água" | Divulgação

Detalhe do rótulo da Ofélia possui brincadeiras como "não contem glúten nem música do Jorge Vercillo"; segundo a Anvisa, as brincadeiras não são aprovadas, porque a empresa desrespeita lei federal sobre rotulagem ao misturar nutrientes com "outros componentes" | Divulgação

O sabor frutas vermelhas com limão, da Ofélia, foi batizado de "1Up", pois promete ajudar a recuperar as forças perdidas no decorrer do dia; produto começou a ser vendido pelo site da empresa em maio | Felipe Gabriel/Divulgação

O sabor guaraná com laranja, que promete mais disposição e energia, foi chamado de "Love the burn"; produto começou a ser vendido pelo site da empresa em maio | Felipe Gabriel/Divulgação

O sabor uva verde com chá branco, que promete ajudar a relaxar, chama-se "Namastê"; produto começou a ser vendido em maio apenas para São Paulo | Felipe Gabriel/Divulgação

O sabor tangerina e pêssego promete ajudar a memória e, por isso, chama-se "Memória RAM"; produto começou a ser vendido pelo site da empresa em maio | Felipe Gabriel/Divulgação

O sabor carambola com gengibre tem a promessa de ajudar na cura da ressaca e foi batizado de "Sóbrio, pero no mucho"; produto é vendido desde maio pelo site da empresa | Felipe Gabriel/Divulgação


Melhorar a água e facilitar o consumo de dois litros diários do líquido é a proposta do produto Ofélia, um aditivo em pó que dá sabor e acrescenta vitaminas a água. Lançada em maio com vendas pela internet, a substância ainda não tem regulamentação da Anvisa e nutricionistas indicam moderação em seu consumo.

Conhecida em países como Canadá e EUA, a novidade foi trazida para o Brasil pelos empresários Felipe Baeta, 27, e Henrique Trabulse, 26. "Nosso foco são os jovens ligados em tendências e rebeldes, que sabem que precisam tomar dois litros de água por dia, mas acham isso muito sem graça", diz Baeta.

Como símbolo da rebeldia, uma ovelha negra, batizada de Ofélia, foi escolhida como "garota-propaganda" da marca.

O produto vem em embalagens de 2,5 g e deve ser diluído em 500 ml de água gelada. A embalagem unitária custa R$ 2,50 e um pacote com 10 unidades sai por R$ 25. Desde 15 de maio, os consumidores de São Paulo podem comprar o "melhorador de água" (como Baeta chama o produto) no site da empresa.

Cheio de brincadeiras, um dos rótulos promete não conter glúten nem música do Jorge Vercillo e "nenhum ingrediente do mal, pode confiar". Entre os cinco sabores, estão "Namastê", de uva verde com chá branco, para quem quer relaxar, e "Sóbrio, pero no mucho", de carambola com gengibre, para curar ressaca.


Nutricionistas dizem que não substitui água

Os nutricionistas Gabriel Cairo Nunes, especialista pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), Vanessa Albacete, da LC Restaurantes, e Marcia Nacif, professora da universidade Mackenzie, avaliaram os rótulos do produto e recomendam moderação no consumo.

"O produto não possui sódio, algo positivo quando se trata de alimentos industrializados, e tem algumas vitaminas importantes, como as do complexo B", diz Nunes. Por outro lado, ele alerta que as vitaminas em excesso podem piorar alguns quadros, como os de doenças renais.

Para Marcia Nacif, se consumido com moderação, o produto pode substituir refrigerantes, bebidas alcoólicas ou sucos ricos em açúcar, mas não a água. "A água pura continua sendo o melhor líquido para hidratar o corpo", declara.

A nutricionista Vanessa Albacete afirma que o produto possui componentes que não são reconhecidos pelo corpo humano como alimentos. "Eles atrapalham nosso metabolismo, utilizam nossos nutrientes para serem excretados do corpo, causando mau funcionamento por deficiência."

Anvisa diz que vai fiscalizar produto

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), há uma dificuldade na hora de definir a categoria em que a Ofélia se encaixa. "O produto não se enquadra na categoria de mistura para o preparo de alimentos" e tampouco pode ser enquadrado na categoria de suplementos de vitaminas e/ou de minerais, dispensada de registro na Anvisa, afirma a agência em nota.

As gracinhas que a empresa faz no rótulo não foram bem aceitas pela agência, que considera irregular a menção de componentes que não são nutrientes junto a tabela nutricional e aos ingredientes.

A empresa produtora afirma que informou a Anvisa sobre o início da fabricação do produto. Diz que foi enviada a ficha técnica com os ingredientes e informado seu enquadramento na categoria de mistura para o preparo de alimentos.

A Gerência de Inspeção e Controle de Riscos de Alimentos da Anvisa diz que vai analisar o produto para tomar providências, se necessárias. Já o rótulo, será encaminhado para o departamento de proteção e defesa do consumidor do Ministério da Justiça. Não há prazo para uma definição sobre a qualidade do produto.

Investir em produtos novos exige tempo e testes

Paulo Ancona Lopez, diretor da consultoria de negócios Vecchi Ancona, diz que, mais do que investir em produção, as empresas devem se preocupar com o processo de desenvolvimento de produto, pois é nessa fase em que se verificam as exigências necessárias e se será possível atendê-las.

"No início, vale a pena investir em laboratórios e em equipe técnica para fabricar um piloto, que será testado, e só depois de aprovado passará a ser produzido em larga escala. Isso ajuda a economizar dinheiro. Também é importante considerar o período de obtenção de aprovações e licenças no plano de negócios, pois isso leva tempo."


Fonte: economia.uol.com.br

Controle Rígido dos Custos





Fonte: Valor Setorial - Caderno Setorial Refeições Coletivas